Jornada Bíblica: as pragas do Egito

28 maio
1 comment

Olá amiguinhos!

Em janeiro começamos a aprender na Revista Devotos Mirins sobre a história de Moisés.

Existe uma página especial na revista chamada Jornada Bíblica, onde podemos colar uma figurinha temática no local indicado.

 

Este mês vamos aprender sobre As Pragas do Egito.

Naquele tempo, o povo de Israel era escravizado pelos egípcios. Moisés era filho de uma mulher hebreia, porém foi adotado pelos egípcios quando era um bebê.

Quando cresceu, Moisés recebeu o chamado de Deus para negociar com o Faraó a libertação do povo, mas o Faraó negou este pedido.

 

Então, Moisés avisou ao Faraó que haveriam consequências. Assim vieram as pragas do Egito, que dificultaram a vida de todos. Vamos conhecer as 10 pragas do Egito?

 

  1. Águas transformadas em sangue: conforme Deus havia mandado, Moisés levantou seu cajado sobre as águas do rio Nilo, que supria todo o Egito. Nesse instante a água se transformou em sangue, e por 7 dias os egípcios ficaram sem água potável.
  2. Rãs invadiram o Egito: Deus pediu a Moisés que ordenasse seu irmão Aarão para estender sua mão sobre os rios, canais e lagoas. Então as rãs subiram para a superfície e cobriram as terras do Egito, e saíram pulando por toda a parte.
  3. Os mosquitos: Aarão bateu sua vara no pó da terra, conforme pedido que Deus havia feito a Moisés. Então todo o pó se transformou em mosquitos, que atacavam humanos em animais em todos os cantos do Egito.
  4. As moscas: esta praga afetou todo o povo hebreu, porém a terra de Gessen foi poupada. Deus assim passou uma mensagem, dizendo que onde habita seu povo não haveria moscas, pois ele habita o meio da terra.
  5. A peste dos animais: uma peste atingiu todos os animais do campo, os cavalos, os jumentos, os camelos, os bois e as ovelhas. Mas apenas os animais dos egípcios padeceram. Os animais dos israelitas não foram afetados.
  6. As úlceras: Moisés e Aarão apanharam as fuligens do forno e espalharam pelo ar, conforme Deus havia ordenado. O pó fino se espalhou pelos ares do Egito e então produziu úlceras (que são feridas na pele) nos homens e animais.
  7. A chuva de pedras: Deus disse a Moisés para estender as mãos para o céu, para que caia sobre o Egito uma chuva de granizo. E uma terrível tempestade castigou as terras do Egito.
  8. Os gafanhotos: gafanhotos cobriam o Egito de tal forma que não era possível ver o chão. Eles devoraram tudo que não foi destruído pelo granizo, as árvores e os frutos, e nada de verde sobrou sobre o Egito.
  9. As trevas: uma escuridão total tomou conta do Egito por longos 3 dias, e só havia luz onde os israelitas moravam.
  10. A morte dos primogênitos egípcios: à meia-noite, Deus passou por toda a terra do Egito, e todo primogênito (o primeiro filho de um casal) morreu. Houve muito choro e luto por todo o Egito.

 

 

 

A cada praga que caía sobre o Egito, Moisés e Aarão iam ver o Faraó. Mas seu coração estava endurecido, e ele se recusava a ouvir.

As pragas do Egito nos ensinam sobre a obediência a Deus, e a necessidade de refletir sobre a vontade Dele.

 

 

Vamos rezar pedindo para que saibamos assumir a responsabilidade por nossos atos e consequências? Assim podemos entender que o amor de Deus é o mais importante na vida para sermos felizes de verdade!

Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém

 

Você ainda não recebe a Revista Devotos Mirins? Peça pais seus pais entrarem em contato nos comentários, através do e-mail devotosmirins@santuarionacional.com, clicar aqui ou ligar para 0300 2 10 12 10

1 Comentários

  1. Avatar
    Lara Dutra Araújo
    7 meses atrás

    Gostei muito dessa Jornada Bíblica,me ensinou muitas coisas que eu não sabia!

    Comente!

Comente!