“Engole o choro!” Certo ou errado?

24 ago
10 comment

 

Raquel de Godoy Retz Pompeo

 

A criança ainda não sabe usar a linguagem. Usa o choro porque não sabe expressar o que não sabe falar. O choro, aliás, é uma linguagem e das mais eloquentes e eficazes.

Até os adultos se utilizam das lágrimas para expressar seus sentimentos ou obter coisas que desejam, conforme o caso.

Não confundir choro com birra. Nem é preciso explicar. Mas ensinar a “engolir o choro” é uma péssima forma de ensinar o controle das emoções.

 

Emoções devem ser controladas, mas não devem ser abafadas. Nem sequer os adultos devem fazer isso. As crianças precisam ver que os pais e parentes também choram.

É interessante observar como o choro é sempre atribuído aos mais fracos: às mulheres, aos doentes, aos velhos, aos menosprezados sociais.

O homem tem vergonha de chorar, de dar parte de fraco; e por isso tais pais não admitem choro, mesmo quando as crianças se machucam ou são judiadas.

“Engole o choro!” – Qual o resultado de uma atitude dessas? A criança não compreende o que é choro e o que ele pode significar. Choro não se engole, não se castiga, não se ensina a engolir.

 

Choramos na ânsia de expressar o que no momento não conseguimos falar. Isso vem como natural. Chorar não é vergonha para ninguém, porém há pais e até mães que parecem ter impregnada essa atitude em seu comportamento.

Vamos humanizar a educação. Vamos ensinar a nossos filhos o que são os verdadeiros sentimentos, o quanto vale a linguagem, que são as emoções.

Emoções fazem parte da vida e compreendê-las faz parte do processo de crescimento. Tudo tem sua idade! Mas, nada mais falso, que proibições descabidas ou punições deseducativas.

 

A vida é o que é. Mas há pais e educadores que engolem o choro, e eles são o modelo de vida para as crianças. Ninguém nasce sabendo. Se não fomos acostumados à leitura, sabemos só o que nos ensinam em casa, na escola, na rua, com a TV, com o cinema.

Atenção pais, o que vocês fazem com seus sentimentos é exemplo. Verifique seus conceitos e preconceitos em relação ao outro expressar o que sente também pelas lágrimas.

Vale dizer que também chorar por tudo ou sem motivo não é o desejado.

Nem 8 nem 88. Os pais devem cultivar em si mesmos o equilíbrio suficiente para distinguir uma situação de outra.

 

Mas, certamente, não é educativo mandar “engolir o choro”. Também não é educativo chorar por qualquer coisa.

Educação não se improvisa e nem se tem regras tão rígidas, se constrói com amor consciente e equilíbrio. E necessita de construtores.

Esperamos que estes temas possam ajudar as famílias a serem construtores de gente… pessoas felizes e realizadas.

 

Ouça uma conversa especial sobre o tema deste artigo com a psicóloga e educadora Raquel de Godoy Retz Pompeo

 

 

Qual assunto você gostaria de esclarecer a respeito da educação de seus filhos? Escreva para nós devotosmirins@santuarionacional.com ou deixe seu comentário aqui em baixo 👇

10 Comentários

  1. Avatar
    Mirra Daniela
    2 meses atrás

    Estou amando este tema é bom pra que nós os pais temos MT que aprender também abraço bem forte tijolinho e sua turma

    Comente!
    1. Tijolinho
      Tijolinho
      2 meses atrás

      Olá Mirra.
      Ficamos felizes em saber que o conteúdo que criamos com muito carinho, está ajudando.
      Um abraço de toda a turma dos Devotos Mirins.

      Comente!
  2. Avatar
    Raquel
    7 meses atrás

    o boleto que eu recebo e´ travada pra pagamento so´na caixa e lotericas, podia destravar porque eu pago somente no itau.

    Comente!
    1. Tijolinho
      Tijolinho
      7 meses atrás

      Olá, amiguinha!
      Devido a um procedimento dos bancos, os boletos Devotos Mirins estavam sendo enviados com exclusividade para pagamento nas agências da Caixa e casas Lotericas.
      Temos outras opções para a realização de suas doações, para isso, pedimos que entre em contato conosco pelo e-mail devotosmirins@santuarionacional.com ou pelo telefone 0300 2 10 12 10.
      Um suuuper abraço! 😀

      Comente!
  3. Avatar
    Maria do Socorro de Lima
    10 meses atrás

    Tijolinho eu quero atualizar os dados de minha sublinha Luciely, como faço?

    Comente!
    1. Tijolinho
      Tijolinho
      10 meses atrás

      Olá Maria do Socorro. Basta entrar em contato pelo e-mail devotos@santuarionacional.com ou telefone 0300 2 10 12 10, assim poderemos atualizar o cadastro.

      Comente!
  4. Avatar
    SILVANE NOS FERREIRA
    10 meses atrás

    Que maneiras mais adequadas devemos usar para monitorar os conteúdos de conversas e acessos a redes sociais que os nossos filhos adolescentes usam?

    Comente!
    1. Tijolinho
      Tijolinho
      10 meses atrás

      Bom dia, Silvane! Tudo bom?

      Você já viu estes conteúdos em nosso site: https://devotosmirins.com/para-uso-de-computador-e-celular-tem-idade-e-tempo-certo/
      e este: https://devotosmirins.com/jogo-de-criancas-ou-adultos-a-febre-do-pokemon-pode-ser-uma-diversao-em-familia/

      Encaminhamos a sua sugestão para a editoria da Revista Devotos Mirins para que a nossa equipe, possivelmente, desenvolva um post com mais orientações.

      Agradecemos o seu carinho com a Casa da Mãezinha Aparecida!

      Comente!
  5. Avatar
    Adriana
    10 meses atrás

    Amei o tema 😊

    Comente!
    1. Tijolinho
      Tijolinho
      10 meses atrás

      Que legal Adriana 😃 Continue acompanhando nosso site! Um grande abraço da Turminha.

      Comente!

Comente!