Ser mãe são múltiplas tarefas

28 abr
1 comment

Raquel de Godoy Retz Pompeo

 

 

Muitas mulheres, depois que se tornam mães, sob pretexto de cuidar dos filhos, deixam de se arrumar e de ter tempo para cuidar de si mesmas.

Muitos casais abandonam a vida matrimonial, sob o argumento de que os filhos absorvem toda a sua atenção. Isso é um grande erro.

 

A mãe, o casal, devem definir suas prioridades. Claro que uma criança bem pequena necessita mais dos adultos do que um adolescente ou um filho adulto. Mas o tempo de amamentar passa rápido e acontece, com algumas mães, que o mesmo tempo de dedicação é estendido por toda a vida.

Ser uma mãe dedicada, companheira, atenta às necessidades dos filhos é fundamental para o filho e também é realizador para a mãe, mas conhecer os limites de sua tarefa maternal tem o mesmo valor. Ajudar demais um filho nos momentos de desenvolvimento e de maturidade é tão prejudicial quanto. Ou seja, cuidar exageradamente atrapalha no processo de desenvolvimento. Afinal, você, “supermamãe”, não quer isso, né?

 

Ter vida própria, resolver seus afetos e cultivá-los sendo uma pessoa equilibrada, que desenvolve seus potenciais de esposa, amiga, trabalhadora, criativa, filha, mulher conhecedora da vida política e social, além de ser mãe, é muito mais completo, realizador e, portanto, torna-a uma mãe melhor.

Uma pessoa que não tem vida própria, que não desenvolve suas potencialidades, não pode ser feliz nem ensinar outros a se cultivarem e também serem felizes. Os filhos, geralmente, se espelham nos pais. Pais felizes, filhos felizes. Tudo vai sendo superado até a maturidade e a vida adulta.

 

Aqui falamos de mães, mas também os pais e avós que assumem demasiadamente um só papel ou um só aspecto da própria vida podem estar neste mesmo quadro perigoso. Ninguém pode renunciar a si mesmo sem pagar caro por isso.

Não é uma tarefa fácil, pois os sentimentos da maternidade são fortes e transformadores de qualquer mulher. Viver com intensidade estes sentimentos é adequado e necessário, mas não esqueça de perceber o quanto é também realizador você equilibradamente manter saudável seu casamento, suas relações familiares mais amplas de filha, irmã, prima, além de cultivar amizades.

Tudo tem um tempo na vida, uma prioridade em cada etapa, mas saiba colocar ponto final em processos, começar novos processos, manter-se íntegra. Sem dúvida, cultive sua fé, pois afinal o grande Pai sempre cuidará de nós e a Mãe Santíssima supera sempre em proteção a melhor mamãe que se possa ser.

 

Qual assunto você gostaria de esclarecer a respeito da educação de seus filhos? Escreva para nós devotosmirins@santuarionacional.com ou deixe seu comentário aqui em baixo 👇

1 Comentários

  1. larissa babo
    3 semanas atrás

    nome da mãe CLAUDIA
    oi tudobem?eu amo as revista suas
    eu Adorei

    Comente!