1º de abril: dia da mentira

29 mar
3 comment

 

Olá amiguinhos!

Vocês sabiam que 1º de abril é o dia da mentira? Mas por que essa data?

 

A brincadeira surgiu na França no século 16. O ano-novo era comemorado no dia 25 de março, com a chegada da primavera. As festas, que incluíam troca de presentes e animados bailes noite adentro, duravam uma semana, terminando em 1º de abril.

Mas o Papa Gregório 13 instituiu um novo calendário em que o ano-novo caía em 1º de janeiro. O rei francês não começou a seguir esse calendário, só alguns anos depois.

Algumas pessoas começaram a tirar sarro daqueles que estavam apegados ao velho calendário de “bobos de abril”. Eles recebiam presentes estranhos e convites para festas que não existiam. Foi aí que surgiu o dia da mentira.

 

Mas posso contar mentiras?

Jesus disse “Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; pois o que passa daí, vem do Maligno.” (Mateus 5:37)

O que Jesus quis dizer com isso? Que devemos fazer o que falamos, ou seja, não devemos contar mentiras!

 

Se uma menina diz que vai estudar, mas na verdade fica jogando do celular é certo? E se um menino estava jogando bola dentro de casa e quebrou um vaso de flores, mas diz que não foi ele?

Nos dois casos, pessoas são prejudicadas.

A menina porque pode ir mal na prova, porque além de mentir não cumpriu com as suas obrigações.

O menino pode fazer com que outra pessoa leve a culpa por algo que ele fez de errado.

 

Estão percebendo como a mentira causa problemas?

Por isso devemos sempre contar a verdade e ser sinceros com todos.

Quando falarmos uma coisa que não é verdade, devemos esclarecer, pedir perdão ao próximo e a Deus, e o mais importante: não mentir novamente!

 

Um grande abraço do seu amigo,

Tijolinho

 

Fonte: Mundo Estranho

3 Comentários

  1. Ana Júlia Souza Cruz
    9 meses atrás

    tijolinho pode mentir por uma causa boa??

    Comente!
  2. João Vitor
    2 anos atrás

    Não Pode Fazer Mentira Nenhuma

    Comente!
    1. Tijolinho
      Tijolinho
      2 anos atrás

      Olá João Vitor!
      Isso mesmo, mentir não está certo e assim enganamos a nós mesmos.

      Comente!