Férias e organização da rotina

01 dez
0 comment

Foto: Shutterstock

Raquel de Godoy Retz Pompeo

 

As opiniões sobre como devem ser as férias das crianças variam entre dois polos: uns acham que férias é quebrar a rotina, fazer o que se quiser, enfim, liberdade total. Outros acham que as férias devem obedecer a uma rotina rígida, para que as crianças não fiquem indisciplinadas. Nem uma coisa nem outra. Quebrar a rotina é necessário, porque as férias significam tempos diferentes, agradáveis, desejáveis.

 

Mas manter alguma rotina também é importante, porque há coisas na vida das crianças que não se podem eliminar; por exemplo: tomar banho, escovar os dentes, dormir ao menos oito horas. Isso significa que férias não é ficar o tempo todo diante da TV ou dedilhando o celular. A disciplina em certos momentos deve ser mantida.

 

Ter alguma atividade física, alguma tarefa dentro de casa, comer na hora certa. Não é preciso acordar ou dormir cedo, estudar; mas ler, rezar, visitar lugares históricos, colecionar alguma coisa, fazer palavras cruzadas, conversar com as pessoas, ouvir e contar histórias, são atividades que dão qualidade às férias. Portanto, nem tanto ao céu nem tanto ao mar, o equilíbrio é o ideal.

 

O dicionário Aurélio define férias “como certo número de dias consecutivos destinados ao descanso de funcionários, empregados, estudantes etc., após um período anual ou semestral de trabalho ou atividades” (verbete férias). E feriado: “dia em que não se trabalha, consagrado ao lazer, livre” (verbete feriado).

 

Lazer e saúde mental estão muito interligados. É necessário descanso de atividades e empenhos repetitivos para que a mente fique sadia.

 

Há muitas coisas que se pode fazer nas férias com as crianças, uma delas é fazer um poema, brincar com as palavras, instigar este gênero literário para promover diversão, cultura e a criatividade. É uma linda ocupação. Tente e se aventure com as crianças. Quem sabe se torna escritor de renome como Guimarães Rosa ou Clarice Lispector ou Cecília Meireles.

Alguns falam que sem dinheiro não é possível fazer nada. Seja criativo, se no período de férias a situação financeira está complicada. Fica a dica de parques públicos, conhecer monumentos históricos, fazer caminhadas como esporte, além de brincadeiras em família como um cinema em casa com direito a pipoca!

 

E você? Já tem um planejamento de férias com as crianças? Compartilhe dicas com outros pais aqui no site Devotos Mirins.

 

10 filmes para ver com as crianças nas férias